sábado, 26 de agosto de 2017

Itaparica: ao menos dois desaparecidos ainda são procurados na Baía de Todos os Santos

A Marinha do Brasil informa que ao menos dois desaparecidos estão sendo procurados em operações que, praticamente, cobrem toda a região da Baía de Todos os Santos. A ação dos militares é constante desde a manhã de quinta-feira (24), quando a lancha Cavalo Marinho I virou enquanto realizava a travessia Mar Grande-Salvador, deixando cerca de 18 mortos.


De acordo com dados da Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP/BA), este número de pessoas procuradas é baseado no relato de familiares da tragédia que deixou o estado em luto. Por volta de 40 homens da corporação estão atuando desde o início deste sábado (25). Para que as buscas não sejam prejudicadas, a tradicional regata Aratu-Maragogipe, prevista para este fim de semana, foi adiada para o dia 9 de setembro, informou a Secretaria de Turismo (Setur) do estado.

Já a partir de segunda-feira (27), o Ministério Público da Bahia começa a ouvir depoimentos dos sobreviventos ao naufrágio, no intuito de apurar possíveis falhas e responsabilidades. Na sexta-feira (25), o MP/BA divulgou que a CL Transportes Marítimos, empresa responsável pela lancha acidentada, é alvo de ação civil-pública desde 2014, como resultado de um abaixo-assinado de passageiros que revindicavam melhores condições de navegação.