segunda-feira, 12 de junho de 2017

Deputado pretende criar nova matéria 'PortuGAY' nas escolas públicas

Depois que Dilma vetou o Ministério da Educação (MEC) de distribuir o KitGay, o deputado pretende agora implantar o Portugay, uma palavra bem parecida com Português e que servirá para ensinar a cultura gay dentro das escolas.
De acordo com o Ministério da Educação, a proposta do Portugay é mostrar além da cultura gay, as palavras e gírias que são criadas e usadas no dia-dia pelas pessoas homossexuais. “Se as escolas ensinam diversos tipos de culturas, gírias e formas como as pessoas se expressam em diferentes regiões, o portugay servirá justamente para ensinar a cultura gay para as crianças nas escolas”, disse um assessor do deputado.

As matérias ficaram assim:
Artes
Biografia
Biologia
Espanhol
Física
Geografia
Gramática
História
Inglês
Matemática
Português
*PortuGay*
Química

Quem não gostou do projeto foi o deputado Jair Bolsonaro, que inclusive havia feito campanha contra o Kitgay. Bolsonaro se revoltou dizendo: “Esse portugay também é outro absurdo. Querem ensinar as crianças a falar gírias do tipo “querida, estou rosa chiclé”. Eu acho que o governo não deve introduzir essa língua chamada de portugay nas escolas”.

Alguns deputados foram a favor da inclusão do portugay nas escolas, mas o projeto ainda vai ser bastante discutido.