domingo, 14 de maio de 2017

Mais uma polêmica! Jean Wyllys diz que faria se o fim do mundo tivesse data marcada para acabar

Feliciano usou trechos de uma entrevista recente de Wyllys para aventar a possibilidade de que o parlamentar carioca tenha cometido “crime de apologia às drogas e perversão” bem como a aparente “quebra de decoro parlamentar”.


Durante entrevista à jornalista Leda Nagle, no Youtube, Jean é questionado sobre o que faria se o mundo tivesse data para acabar. A resposta, dada entre gargalhadas, é que ele consumiria todas as drogas ilícitas que nunca experimentou e teria relações sexuais com todas as pessoas que o desejassem.



VÍDEO DO DEPUTADO

Indignado, Feliciano disse que irá fazer uma representação contra o parlamentar carioca, levando a questão também ao Supremo Tribunal Federal e a Procuradoria Geral da República. “O deputado Jean Wyllys usa a imprensa e todas as mídias sociais para fazer apologia às drogas, um fato gravíssimo”, disparou o deputado cristão.

Ele lembrou que o psolista apresenta “projetos que vão contra qualquer princípio de família e cidadania”. Passou em seguida a listar quais seriam esses projetos. O 4211, apresentado por Wyllys em 2012, propõe a legalização da prostituição. Já o PL 7270/2014 versa sobre a legalização das drogas e de sua comercialização.

Na opinião de Feliciano, esses e os outros projetos de Wyllys “só acrescentam algo a mentes vazias” e que as pessoas que o deputado diz representar [LGBT] “não são minorias nem coitadinhos”.
Finalizou dizendo que Jean Wylly e seu partido, o PSOL, “que apoiam a descriminalização das drogas, o aborto… querem destruir tudo aquilo que nós, sociedade conservadora, construímos até hoje, mas nós não vamos deixar”.