quinta-feira, 20 de abril de 2017

Mundo em Alerta: EUA envia submarino com mais de 150 mísseis Tomahawk para a Coréia do Norte



Em mais um episódio do jogo de forças na península coreana, os Estados Unidos aumentaram a pressão, e a Coreia do Norte não se entrega. Washington enviou para a costa do país asiático o grupo naval de ataque comandado pelo porta-aviões Carl Vinson, que a princípio iria a caminho da Austrália, como advertência ao Governo de Pyongyang e suas ameaças. A ordem de mudança na rota aconteceu a uma semana do meio de abril, quando a Coreia do Norte costuma fazer suas demonstrações de força.



Além da frota naval de porta-aviões, também foi enviado um submarino com mais de 150 mísseis Tomahawk,
iguais aos que foram lançados na Síria em resposta a um ataque químico que matou mais de 80 pessoas no país.

O BGM-109 Tomahawk, também conhecido como Míssil Tomahawk, é um míssil de cruzeiro, subsônico, de longo alcance. Introduzido pela General Dynamics na década de 1970, ele foi projetado como um míssil de médio a longo alcance, de baixa altitude, que poderia ser lançado de uma plataforma de superfície, como navios de guerra e submarinos. Ele foi aprimorado diversas vezes, e, através de cessões e aquisições corporativas, é agora produzido pela Raytheon.

"A ameaça número um na região continua sendo a Coreia do Norte, por causa de seu programa de testes de mísseis, irresponsável, desestabilizador e temerário, e por sua procura pelas armas nucleares", disse, em entrevista à agência AFP, o porta-voz militar Dave Benham.

Click no link abaixo para ver o vídeo!




Ative a legenda.